crítica, poesia

Leonardo MAthias

chegou a hora do blog desegotizar, para além das traduções que andamos fazendo.

o primeiro trabalho que temos aqui é de leonardo MAthias, poeta e artista plástico de sampa; ele mesmo diz que “poesia, artes visuais e design são lugares nos quais também habita. oscila. via linguagem se exercita.”

e eu diria/acrescentaria ainda que ele se exercita via linguagens: ora como poeta (seu primeiro livro de poemas, de pé, saiu este ano pela editora patuá), ora como artista plástico e designer (as imagens do nosso blog são dele, mas seu trabalho no flickr); e o melhor, por vezes numa fusão entre linguagens, que geram poemas visuais ou visões poéticas, ou poemas em visão… ou algo que ainda não consigo nomear muito bem.

dito isso, eu poderia afirmar que o interessante em seu trabalho é, em grande parte, esse frescor visual nos poemas, ou essa poética da língua nas imagens. ao mesmo tempo em que se pode notar um certo “esfacelamento” (seria essa palavra le mot juste?) da objetividade; o que, é claro, não implica subjetivismo pura e simplesmente.

(eu diria que temos mais uma objetividade subjetivizada, ou uma subjetivação do objeto (e não se trata de mera síntese, solução para um problema, mas a reordenação do problema). talvez por isso sua poesia – e suas imagens – tenda a escapar por vezes (como no seu blog mais recente, jam : ensaio sob o escuro, pra entenderem o que digo) ao discursivo, ao querer-dizer.)

voltando ainda à minha tentativa – já fracassada – de definição, eu diria que não se trata exatamente de uma subjetivação do objeto (muito menos de uma representação do objeto – ainda que o leonardo mantenha um gosto pela arte figurativa). talvez pudéssemos falar de uma possibilidade da subjetivação do objeto, um rastro que só é possível pelo risco da leitura, pelo risco de arruinar sua representação. esse risco só pode ter lugar na materialidade da linguagem; e, no caso do leonardo, das suas linguagens: nos poemas, uma reordenação quase assemblage de imagens; no caso das imagens, o acúmulo de materiais ligados  ao traço – essa multiplicidade de texturas.

desisto, melhor é que vocês vejam estas duas imagens-poemas que ele nos cedeu.

guilherme gontijo flores

Padrão

Um comentário sobre “Leonardo MAthias

  1. Vinicius F. Barth disse:

    belos trabalhos do nosso membro-remoto, e belo texto introdutório, que serve menos como elucidação que como homenagem.
    ;D

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s