poesia

Da misericórdia – adriano scandolara

                        non altrimenti fan di state i cani
                        or col ceffo or col piè, quando son morsi
                        o da pulci o da mosche o da rafani.

                        (Dante, Inferno, Canto XVII)

 

Tudo é estopim,
gota de veneno que estraga vários litros d’água
e a surdez do concreto –
um grito
rasga as cordas
vocais.

Mas o céu é um grande ouvido,
cerúleo muro das lamentações,

já na sala
o cachorro, lenta e
empenhadamente,
coça o cu no tapete.

Adriano Scandolara.

Padrão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s