crítica, poesia

um corvo em seis bocas, mais uma

tumblr_lcu4jw4R2r1qdu984o1_400

todo mundo sabe quem é  edgar allan poe. todo mundo sabe que é uma das figuras mais ‘pop’ do nosso tempo, pai de figuras como tim burton. todo mundo sabe o quanto o poema ‘the raven’ de edgar allan poe é famoso e lido e rereretraduzido. todo mundo sabe o quando ele é encenado e gravado e relido. todo mundo sabe, aliás, o quanto ele é bom, e creio que sua força esteja justamente no poder que surge da sua leitura. é divertido sair pela net e pesquisar leituras do poema, que são milhões, e ver o quanto ele é tido em alto prestígio por essa cultura pop contemporânea e por gerações de jovens vampiros românticos ou fãs de gothic metal. obra de alto poder narrativo e imaginário, gerou , além de fãs freakazoids, leituras antológicas de grandes nomes do cinema anglófono. meu foco aqui não é fazer qualquer tipo de análise do poema, que fica pra outra hora e feito por alguém mais capacitado, mas simplesmente reunir e expor algumas leituras de alta qualidade. (que melhor que uma poesia que se torna ainda mais magistral quando oralizada?). várias dessas gravações são bastante conhecidas, bem sei, mas o que de poe não o é? enumero, portanto, por ordem aleatória alguns desses registros, já que não tenho um favorito. vocês podem eleger os seus.

p.s.: acabei não encontrando nenhuma gravação digna das traduções de machado ou pessoa… fico devendo essas.

 

vinicius ferreira barth

 

1. vincent price (1911-1993), que pra sua informação não é só a voz magistral do thriller de michael jackson (o que por si só já é digno de tietagem).

the evil of the thriller

 

2. james earl jones (1931 –), que não é só a voz do darth vader ou do mufasa (o que por si só…)

poe, I am your father

 

3. christopher lee (1922 –), também conhecido como mago malvado do cinema, mais lembrado nos últimos anos por ter sido o saruman do senhor dos anéis.

we can deal with sauron ourselves gandalf. you, and i. one way or another.

 

4. christopher walken (1943 –), protagonista dançante de um dos clipes mais memoráveis da história da mtv, além de ter sofrido uma morte doce pelas mãos da michelle pfeiffer vestida em roupa de couro.

i’m catwoman. hear me roar.

 

5. john astin (1930 –), o  gomez do seriado clássico da família addams. ah, e também o próprio poe.

we danced the mamushka while nero fiddled, we danced the mamushka at waterloo. we danced the mamushka for jack the ripper, and now, fester addams, this mamushka is for you.

 

6. lisa simpson, homer e james earl jones, que desta vez está sendo zoado por um poema que não causa muitos arrepios no bart.

quoth the raven, nevermore, duh!

 

6+1. e por fim, como um tipo de faixa bônus desta postagem, o curta metragem vincent, de tim burton, que é a animação de um poema escrito pelo próprio, lido pelo vincent price. reúne algumas das temáticas mais famosas de poemas do poe, incluindo o urubu. corvo. (uma transcrição do poema está aqui: http://www.timburtoncollective.com/vincent.html)

you’re not vincent price, you’re vincent malloy
Padrão

3 comentários sobre “um corvo em seis bocas, mais uma

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s