poesia, tradução

“The typewriter revolution”, de D. J. Enright

enright foto

Dennis Joseph Enright (1920-2002) foi dessas figuras que produziram muito: professor, ensaísta, romancista, poeta, etc.  Na poesia, ele participou do movimento inglês autointitulado The Movement, para o qual fez em 1955 uma primeira antologia, Poets of the 1950’s. Um de seus trabalhos mais famosos é The typewriter revolution and other poems, de 1971, donde tiramos o poema abaixo e traduzimos.

Trata-se de um experimento no limite da tipografia, em que desvios ortográficos apontam simultaneamente para a disposição física do teclado, sugerindo erros criativos (crating, em vez de creating), enquanto possibilidades sonoras também se desdobram (TAB or not TAB para o famoso to be or not to be).

Guilherme Gontijo Flores & Daniel Martineschen

 

enright

 

A revolução imagem

Padrão

2 comentários sobre ““The typewriter revolution”, de D. J. Enright

    • muito atento, osmar, mas pouco sensível à poética. o poema inteiro é feito de distorções da escrita, inclusive das marcas de máquinas de escrever.
      e, no fundo, é uma tentativa de poética gerada pela máquina, o que acaba sendo uma espécie de louvor complexo a essas mesmas marcas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s