poesia, tradução

Death speaks/Morte fala, de David Lang, por Luciano Ramos Mendes

david lang

death speaks é uma série de 5 canções escritas por David Lang (1957), compositor norte-americano em geral enquadrado (preguiçosamente talvez) como minimalista. Na verdade, seu trabalho envolve procedimentos complexos de colagem (the little matchbox girl passion usa procedimentos de Bach), revisão (love fail reconstrói uma série de momentos da Little match girl e também é uma composição que se dobra sobre si mesma), recriação (Lang fez uma versão para Heroine, do Velvet Underground), etc. Estreada em 2012 e publicada em disco em 2013, death speaks é um pouco disso tudo: o texto é feito a partir de excertos de 32 Lieder de Schubert, em que a morte (no caso do alemão e do inglês, o morte) aparece com sua serenidade. No encarte do disco, o próprio Lang comenta sua leitura de Der Tod un das Mädchen (Morte e a menina) de Schubert:

Eis o que diz Lang:

O que sempre me atraiu para as canções de Franz Schubert foi a presença da morte. A bela canção Morte e a menina, por exemplo, se divide em duas partes; a primeira está na voz da menina, que implora para Morte passar direto por ela, e a segunda é a resposta aliviante de Morte. O medo dos vivos se opõe ao descanso da morte.

O que torna Schubert interessante é que Morte está personificada. Não é um estado de ser ou um lugar ou uma metáfora, mas uma pessoa, um personagem numa peça que pode nos contar em nossa própria língua o que esperar do Mundo Por Vir. Schubert tem muitas canções como essa — eu imaginei que,  se eu reunisse todas as instâncias em que Morte nos fala diretamente, então talvez emergiria um retrato mais completo de seu personagem.

Então essa fala direta da Morte é também uma colagem-tradução de várias falas de várias personagens da morte em vários poetas de língua alemã, pelo fato de que foram coligidos em música por Schubert. Dessa técnica de colagem, associada à composição para a voz de Shara Worden (da banda My Brighteste Diamond), percussão, guitarra, piano e violino, Lang produz efeitos impressionantes, que transitam mesmo entre o desespero lento dos melancólicos e a resignação que só a própria morte poderia nos dar.

Luciano Ramos Mendes, nosso parceiro aqui de blog, fez a tradução de todos as letras assinadas por Lang, e eu ponho logo abaixo a primeira e a quarta canção do ciclo.

Guilherme Gontijo Flores

* * *

death speaks – words and music by david lang

1. you will return 

you will return to dust
you will turn
return to dust 

turn to the sun
like me, turn to the sun
turn to the light
turn to the light 

if thereʼs an eye still open
grieving
sweet sleep
close it for me 

turn your heart, your poor heart
it will only find rest
when it has stopped beating 

turn to peace
turn to peace
this is the only road that leads you home  

enter 

I am your pale companion
I mirror your pain
I was your shadow
all those long nights, all those days long past 

listen to me
this message is for you
where I am now, all sorrow is gone
where I am now, all lovers are together
where I am now
in my arms only will you find rest
gentle rest 

2. I hear you 

I hear you
I hear you call
I pity you
I am your friend
I am not cruel
give me your hand
you will sleep so softly in my arms 

when love breaks free from sorrow
a new star shines
a new star shines 

three roses, half red, half white
they will never wither 

the angels
they shed their wings
and fall 

rest well
rest well
close your eyes
you will rest with me
until the river drains into the sea 

Iʼll make a bed for you
the softest pillow
come, rest
everyone will sing for you
for you 

I will protect you
from the hunter, from the forest
from the flowers, from your dreams
from the wicked girl, from her shadow
I will keep your eyes covered
I will protect you 

good night, good night 

3. mist is rising   

mist is rising
moon is full and rising
sky above us
it is so full 

I greet you, sister soul
rise up, like an eagle
rise up, to where the light is
rise up, to where the light is from 

I am your rest, I am your peace
I am what you long for, and
what makes the longing go away
I am full of joy for you, and
I am full of grief
come in and close the door behind you
I will drive your sadnesses away
my eyes fill with your light
fill them
fill them  

sweetest child
come with me
I will play with you
I will show you
the flowers and the shore
my motherʼs golden robe
my daughters and their evening dance
they know a song to sing while you are sleeping
I love you
I love all of you
I love your face
I love your form
please donʼt make me make you follow me 

come and see 

tears of love become strands of pearls
when the angel comes 

4. pain changes 

pain changes every shape 

once you are truly lonely
you will never be alone 

feel my hand
I feel you
touch my cold hand
I will take you
from her
to your new cold land 

I have chosen you
my only love
those others
they search for you
but
where they search
they will never find you 

after the leaves fall, spring returns
after love is parted, it returns
all you have to do is
come with me
and wait
one day she will be lowered in the earth
beside you
my hand will guide her home
to the place where love is
and no pain 

when that door opens
you will be healed 

dearest man, dearest woman
dearest boy, dearest girl
dearest mother, dearest father
dearest son, dearest daughter
you will never leave me 

you listen
you are silent
you feel me leaning towards you 

nothing escapes me
not the warrior
not the hunter 

everything awaits the way it changes
when life falls away
that is the meaning of the swan and its song 

the night canʼt last forever
nor will this sleep
beyond this sleep is light
forever light
until that light can shine
until you see it shining
sleep sweetly here
in the cool, dark night 

5. I am walking 

I am walking in the sunlight
I see the moon, at my feet
I see the sun, at my feet
I walk in joy
I am kissed by angels 

your heart
child of man
your heart canʼt know
what joy I feel 

sister soul, come to rest 

pure notes of love
echo around you
a lily, a rose
they wait for you
while you sleep 

only you can hear me
only you can see me
only you can hear the music
it never stops 

1. você retornará

ao pó você retornará
você tornará
ao pó retornará

se tornará para o sol
como eu, para o sol
se tornará para a luz
se tornará para a luz

se um olho ainda aberto
lamentar
sono inocente
feche-o por mim

volte seu coração, seu pobre coração
ele só há de achar pouso
quando cessar as batidas

volte à paz
volte à paz
essa é a única estrada para o lar

entre

eu sou teu pálido camarada
eu sou o espelho da sua dor
eu era a sua sombra
todas as infinitas noites, todos os dias já finados

ouça-me
essa mensagem é para você
onde estou agora, toda dor passou
onde estou agora, todos os amantes reunidos
onde eu estou agora
em meus braços você terá descanso
suave descanso

2. Eu ouço você

Eu ouço você
Eu ouço você chamar
E lhe tenho pena
Eu sou seu amigo
Eu não sou cruel
me dê a sua mão
me dê a sua mão
você vai dormir tão bem em meus braços

quando o amor se liberta da mágoa
uma nova estrela brilha
uma nova estrela brilha

três rosas, meio rubras meio brancas
elas nunca vão secar

os anjos
eles perdem suas asas
e caem

descanse bem
descanse bem
feche seus olhos
você vai descansar comigo
até o rio chegar no mar

eu lhe farei uma cama
o travesseiro mais macio
vem, descansa
todos vão cantar para você
para você

eu vou te proteger
do caçador, da floresta
das flores, de seus sonhos
da garota cruel, da sombra dela
eu manterei seus olhos cobertos
eu vou te proteger

boa noite, boa noite

3. as brumas sobem 

as brumas sobem
a lua cheia e nascente
o céu sobre nós
tão cheio

eu te cumprimento, irmã alma
levanta, como uma águia
levanta, pra onde há luz
levanta, pra fonte dessa luz

eu sou descanso eu sou sua paz
eu sou o que você deseja, e
o que faz teu desejo saciado
eu sou cheio de alegria por você e
eu sou cheio de remorso
venha e feche a porta atrás de você
eu vou mandar sua tristeza embora
meus olhos cheios com tua luz
encha-os
encha-os

criança mais doce
venha comigo
eu vou brincar com você
eu vou mostrar pra você
as flores e a praia
o manto dourado de minha mãe
minhas filhas e sua dança noturna
elas sabem uma música para cantar enquanto você dorme
eu amo você
eu amo você por completo
eu amo seu rosto
eu amo sua forma
por favor não me faça te forçar a me seguir

vem e vê

lágrimas de amor se tornam colares de pérola
quando o anjo vem

4. a dor muda

a dor muda todas as formas

quando você está realmente solitário
você nunca estará sozinho

sinta minha mão
eu sinto você
tocar minha mão fria
eu vou levr você
dela
para sua nova terra fria

eu escolhi você
meu único amor
os outros
podem procurá-lo
mas
onde buscam
nunca vão encontrar

depois das folhas caírem, volta a primavera
depois do amor partir, ele retorna
tudo o que você precisa fazer é
vir comigo
e esperar
um dia ela será baixada à terra
ao seu lado
minha mão a levará para casa
para o lugar onde há o amor
e nenhuma dor

quando essa porta abrir
você será curado

mais querido homem, mais querida mulher
mais querido menino, mais querida menina
mais querida mãe, mais querido pai
mais querido filho, mais querida filha
vocês nunca me deixarão

escuta, você
você está em silêncio
você me sente indo em sua direção

nada me escapa
nem o guerreiro
nem o caçador

tudo espera o modo que muda
quando a vida desaba
esse é o significado do cisne e sua canção

a noite não pode durar para sempre
nem irá esse sono
além desse sono está a luz
para sempre luz
até que essa luz possa brilhar
até que você a veja brilhar
durma docemente aqui
na fria, escura noite

5. eu estou andando

eu estou andando à luz do sol
eu vejo a lua, aos meus pés
eu vejo o sol, aos meus pés
eu ando alegre
eu sou beijado por anjos

seu coração
filho do homem
seu coração não pode saber
que alegria eu sinto

irmã alma, venha descansar

notas puras de amor
ecoa ao seu redor
um lírio, uma rosa
eles esperam por você
enquanto você dorme
só você pode me ouvir
só você pode me ver
só você pode ouvir a música
ela nunca para

(trad. Luciano Ramos Mendes)

* * *

aqui uma apresentação integral das canções. o audio não está tão bom, mas vale a pena.

Padrão

Um comentário sobre “Death speaks/Morte fala, de David Lang, por Luciano Ramos Mendes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s