poesia

Um poema inédito de Ricardo Pozzo

Cueva de las Manos, situada em Río Pinturas, na província de Santa Cruz, 163 km ao sul da cidade de Perito Moreno, Patagônia. Foto de Rocío Lator

Cueva de las Manos, situada em Río Pinturas, na província de Santa Cruz, 163 km ao sul da cidade de Perito Moreno, Patagônia. Foto de Rocío Lator

Ricardo Pozzo é autor do livro Alvéolos de Petit Pavê, Ricardo Pozzo nasceu em Buenos Aires. Poeta, fotógrafo e músico. Organizou por 5 anos o Vox Urbe, projeto literário do WNK Bar. Curador do projeto Pássaros Ruins.

* * *

Altamira

Na variável mais profunda,
tanto caçador quanto caça
estão em fuga.

Naipes numa orquestra de faros,

iluminados nem pelo satélite pálido
seduzido, em seu magnético giro.

Melhor enxerga o que ouve
aguçado

na floresta que assombra quem,
surpreendido,

mira o animal escolhido
e a si reconhece.

Ricardo Pozzo

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “Um poema inédito de Ricardo Pozzo

  1. ANDERSON CARLOS MACIEL disse:

    Bom dia!

    Disposição harmoniosa. Gostei. Penso que a mente projeta a matéria até mesmo em seu trabalho de ruminação sociológica e proto-filosófica. O expressionismo mais denunciado do Pozzo ilumina-se de liberdade estética na noite dos argumentos e teorias sociológicas. Sereno e confiante, torna-se senhor de sua obra, abstração e polissemia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s