poesia

Fábio Pessanha

Fábio Pessanha, poeta, nascido em São Gonçalo (RJ), cursa doutorado em Teoria Literária na UFRJ e se entorta cada vez mais ao pesquisar o sentido poético da palavra a partir de Manoel de Barros e Paulo Leminski. É autor de A hermenêutica do mar – um estudo sobre a poética de Virgílio de Lemos (Ed. Tempo Brasileiro, 2013) e coorganizador de Poética e Diálogo: Caminhos de Pensamento (Ed. Tempo Brasileiro, 2011).

* * *

corpo abraça infinito
se descobre ínfimo
em tudo que é nele

em tudo que há nele
é ele de dentro a dentro:
íntimo de nascenças

§

ossos

o andor ungido a ossos
compõe procissões de joelhos ao chão
donde marcas deixadas se erguem
pelos poros pele afora

a curvatura
sina do que ante a reta se impõe
destina nos seios o desejo de bocas
retira dos becos o realejo dos sonhos
para ornar em textura óssea
os dentes da primogênita mordida

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “Fábio Pessanha

  1. O jovem e intelectual Fábio Pessanha, de um salto por sobre o convés da embarcação “Teoria”, mergulha nas profundezas gerativas da criação poética e, de lá, faz emergir, com ele, o poema. Bravo, mestre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s