poesia, tradução

4 Poemas de Leandro Alva, por Marcus Groza

Leandro Alva (1975) é poeta argentino de Temperley, Buenos Aires. É autor do livro Tundra (2011) e de Viaje a Misiones (no prelo). Foi convidado a participar de festivais literários no México, Costa Rica e Espanha. Estudou Letras na Universidade de Lomas de Zamora e na Universidade Carolina de Praga (República Checa), participa do “Metangorfosis”, grupo argentino de “tango kafkiano”.

* * *

SS

A palavra sede
contraditoriamente
parece conter certa
secreta secreção.
Essa letra ESSE do princípio
succiona, sorve, suplica
e se alongada o suficiente
se parece ao som
acuoso e inevitável
de um jorro
de soda.

Então
alguém pode compreender
a liquidez
da seca
já não sabe suar
e só resta o sedimento
seco na sombra
da iminência
de uma nuvem
que passa ao largo
como um prateado peixe
de gás.

SS

La palabra sed
contradictoriamente
parece contener cierta
secreta secreción.
Esa letra ESE del principio
succiona, sorbe, suplica
y si se estira lo suficiente
semeja el sonido
acuoso e inevitable
de un chorro
de soda.

Entonces,
uno puede comprender
la liquidez
de la sequía
y ya no sabe sudar
y solo queda un sedimento
seco en la sombra
de la inminencia
de la nube
que pasa de largo
como un pejerrey
de gas.

§

Iscariote

O corpo se mexe,
o vento que o move ou o que treme é a rama?
Alguns pássaros interrompem seu canto,
a tarde
A água desafina em cântaros quebrados
por isso cala.

Tudo é silêncio, coroa de espinhos.

O corpo se mexe,
se é o vento que o move ou a figueira
quem vacila
não importa.
Alguns pássaros interrompem seu canto,
não seu apetite.
Sob a pele de cordeiro o lobo está inchando.
A carne arrependida
oscila sua traição.

El Iscariote

El cuerpo se mece,
¿lo mueve el viento o la que tiembla es la rama?
Algunos pájaros interrumpen su canto,
la tarde.
El agua desafina en cántaros quebrados
por eso calla.

Todo es silencio, corona de espinas.

El cuerpo se mece,
si es el viento el que lo mueve o es la higuera
quien vacila
no importa.
Algunos pájaros interrumpen su canto,
no su apetito.
Bajo la piel de cordero se hincha el lobo.
La carne arrepentida
oscila su traición.

(aqui uma leitura desse poema no original: https://www.youtube.com/watch?v=uoTsV8bvpok)

§

Ornitologia

Muito perto de casa
entre Vila La Perla e Bairro San José
há uma série de ruas
com nomes de pássaros
príncipe andorinha calhandra sabiá
se aninham em cada esquina
em cada poste de luz.

Essas aves
não se veem muito na vizinhança
mas se pode seguir seu gorjeio
descobrir um rastro de plumas na vala
sobre a terra ou no chão empedrado
e alçar os olhos
à copa de uma árvore
para ver o resumo ausente da liberdade.

Ornitología

Muy cerca de casa
entre Villa La Perla y Barrio San José
hay una serie de calles
con nombres de pájaro
churrinche golondrina calandria zorzal
anidan en cada esquina
en cada palo de luz.

Esas aves
no se ven mucho por el vecindario
pero uno puede caminar su trino
descubrir un rastro de plumas en la zanja
sobre la tierra o el empedrado
y alzar los ojos
a la copa de un árbol
al resumen ausente de la libertad.

§

O mundo se banha de sangue,
diariamente espirra nos desavisados
para que Deus conserve a higiene.
Falo do mesmo deus que criou a Pilatos
e aos sabonetes do Reich.
Somos menos que bolhas
bexigas de carnaval
sobre o arame farpado.

El mundo se baña de sangre,
diariamente salpica al menos advertido
para que Dios conserve la higiene.
Hablo del mismo dios que creó a Pilatos
y a los jabones del Reich.
Somos menos que burbujas
globitos de carnaval
sobre un alambre de púas.

* * *

Marcus Groza (1984) é poeta e dramaturgo. Autor de Sossego Abutre (Ed. Patuá – 2015), e a lua como órgão principal (Ed. Primata – 2017), é doutorando em Artes Cênicas e editor da Revista Abate e da Revista Saúva.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s