poesia, tradução

Anne Carson, por Steffano Lucchini

Anne Carson (1950-), nascida em Ontario, Canada, é ensaísta, tradutora, professora e poeta. Entre suas publicações constam traduções de Safo e Eurípides e os livros Nox (2010), Red Doc> (2013) e Float (2016). Publicou também os romances em verso The Beauty of the Husband (2001), pelo qual ganha o prestigioso prêmio T. S. Eliot, e Autobiography in Red (1998). Michael Ondaatje, escritor de The English Patient (O paciente Inglês, no Brasil), livro que inspirou o longa-metragem de mesmo nome, declarou sobre sua obra: “Anne Carson é, para mim, a poeta mais excitante escrevendo em inglês nos dias de hoje.

Steffano Lucchini, nascido em Campinas, São Paulo, trabalha como ilustrador e quadrinista. Selecionado para participar do CLIPE Poesia 2018 (Curso livre anual criado pela Casa das Rosas/Centro de Apoio ao Escritor – CAE), escreve e traduz como pode e é autor dos websites de poesia Mal-criado e Ovocoxo. (Que podem ser acessados, por quem se interessar, através dos links: https://mal-criado.tumblr.com/ e https://ovocoxo.tumblr.com/)

* * *

Town of spring once again

“Spring is always like what it used to be.”
Said and old Chinese man.
Rain hissed down the windows.
Longings from a great distance.
Reached us.

Cidade da primavera mais uma vez

“A primavera é sempre o que costumava ser.”
Disse um velho homem chinês.
Chuva chiou abaixo das janelas.
Desejos de uma grande distância.
Chegaram até nós.

§

Apostle Town

After your death.
It was windy every day.
Every day.
Opposed us like a wall.
We went.
Shouting sideways at one another.
Along the road.
It was useless.
The spaces between us.
Got hard.
They are empty spaces.
And yet they are solid.
And black and grievous.
As gaps between the teeth.
Of an old woman.
You knew years ago.
When she was.
Beautiful the nerves pouring around in her like palace fire.

Cidade do apóstolo

Após sua morte.
Ventava todo dia.
Todo dia.
Opôs-se à nós como uma parede.
Nós fomos.
Gritando de lado um ao outro.
Ao longo da rua.
Era inútil.
Os espaços entre nós.
Endureceram.
São espaços vazios.
E apesar disso são sólidos.
E pretos e ominosos.
Como os vãos entre os dentes.
De uma velha mulher.
Que você conhecia anos antes.
Quando ela era.
Linda os nervos derramando em seu redor como fogo de um palácio.

§

Wolf town

Let tigers.
Kill them let bears.
Kill them let tapeworms and roundworms and heartworms.
Kill them let them.
Kill each other let porcupine quills.
Kill them let salmon poisoning.
Kill them let them cut their tongue on a bone and bleed.
To death let them.
Freeze let them.
Starve let them get.
Rickets let them get.
Arthritis let them have.
Epilepsy let them get.
Cataracts and go blind let them.
Run themselves to death let eagles.
Snatch them when young let a windblown seed.
Bury itself in their inner ear destroying equilibrium let them have.
Very good ears let them yes.
Hear a cloud pass.
Overhead.

Cidade lobo

Deixe tigres.
Os matarem deixe ursos.
Os matarem deixe tênias e lombrigas e vermes.
Os matarem deixe-os.
Os matarem deixe espinhos.
Os matarem deixe os parasitas de salmão.
Os matarem deixe os cortarem suas línguas em um osso e sangrarem.
Até a morte deixe-os.
Congelar deixe-os.
Famintos deixe-os pegar.
Raquitismo deixe-os pegar.
Artrite deixe-os terem.
Epilepsia deixe-os pegar.
Catarata e ficarem cegos deixe-os.
Correrem até a morte deixe águias.
Os sequestrarem quando jovens deixe uma semente ao vento.
Se enterrar nos seus ouvidos destruindo o equilíbrio deixe-os ter.
Muito boa audição deixe-os sim.
Ouvir uma nuvem passar.
Aérea.

§

Town of the Sound of a Twig Breaking

Their faces I thought were knives.
The way they pointed them at me.
And waited.
A hunter is someone who listens.
So hard to his prey it pulls the weapon.
Out of his hand and impales.
Itself.

Cidade do Som de um Graveto Quebrando

Suas faces eu pensei serem facas.
O modo que as apontaram para mim.
E esperaram.
Um caçador é alguém que ouve.
Tão atento a sua presa que puxa a arma.
De sua mão e impala.
A si.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s