tradução

Badminton, de Luis Eduardo García, por Rodrigo Milan

unnamed

Luis Eduardo García (Guadalajara, México, 1984) é autor de “Dos estudios a partir de la descomposición de Marcus Rothkowitz” (Tierra Adentro, México, 2012; Libros Tadeys, Chile, 2015), “Una máquina que drena lo celeste (Zindo & Gafuri, Argentina, 2014), “Armenia” (filodecaballos, México, 2016), “Mis poemas Alt Lit” (Libros del Pez Espiral, Chile, 2017), “Dhigavostov” (Luzzeta Editores, México, 2018) e “Bádminton” (Libros Tadeys, Chile; Electrodependiente, Bolivia, 2018), onde foram publicados originalmente esses poemas. É um dos organizadores do arquivo virtual de poesia mexicana contemporânea “Poesía Mexa”. Foi vencedor do Premio Nacional de Poesia Joven Elías Nandino (Secretaria de Cultura do México, 2012) e do Premio Hispanoamericano de Poesia para Niños (Fundación para las Letras Mexicanas – Fondo de Cultura Económica, 2017).

Badmínton é um livro que avança por caminhos estranhos. É naturalista, é surrealista, às vezes é uma crônica, outras é um relato biográfico. Esse acumulo de formas flexíveis é possível em grande parte porque ninguém sabe bem o quê é o badmínton: ele é uma quadra, é uma raquete, é um volante.Mas também é um portal para transitar em outros campos da vida, tal como Luis Eduardo García tenta ao longo dos seus poemas.

————

Rodrigo Millan (Santiago, 1985) é sociólogo e doutor em arquitetura e urbanismo, pela Universidade de São Paulo. Também é tradutor de trabalhos de ciências humanas e arquitetura. Nos últimos meses participou da edição uruguaio-brasileira de “Fascismo: definição e história”, de Luce Fabbri (Tenda de Livros – Publication Studio São Paulo – Microutopias), e traduz “A utopia urbana”, do antropólogo Gilberto Velho, para a editorial chilena Bifurcaciones.

* * *

 

O badminton é parecido
à música
mas não é música.
É parecido aos cavalos
mas não é um cavalo.

Às vezes, nos seus retângulos
cai algo parecido
à chuva
mas
claro

não é chuva.

El bádminton se parece
a la música
pero no es música.
Se parece a los caballos
pero no es un caballo.

A veces, en sus rectángulos
cae algo parecido
a la lluvia
pero
por supuesto

no es lluvia.

§

 

3. Pontuação (simples)

3.1. O jogador A deve bater o volante com todas suas forças. Se consegue atingir o olho esquerdo do jogador B, ganha dois pontos; se não o faz, perde três.

3.2. A partida continua até que algum dos jogadores consiga os 21 pontos.

3.3. O perdedor é sepultado até o pescoço na floresta mais próxima e deixado ali durante dois dias.

3. Puntuación (individuales)

3.1 El jugador A debe golpear el volante con todas sus fuerzas. Si logra atinar al ojo izquierdo del jugador B, logra dos puntos; si no lo hace, pierde tres.

3.2 El partido continúa hasta que alguno de los jugadores alcance los 21 puntos.

3.3 El perdedor es enterrado hasta el cuello en la zona boscosa más cercana y abandonado ahí por dos días.

§

 

Tem algo na natureza
do badminton
que impede ele se transformar em mercadoria?

ou tudo tem relação
com que é mais chato que um idoso
cortando a grama de um campo de golfe
com um alicate de corte?

Essa limitação
é irremediável

ou as coisas mudarão
quando os designers
por fim descubram a embalagem certa?

¿Hay algo en la naturaleza
del bádminton
que le impide volverse mercancía

o todo se debe
a que es más aburrido que un anciano
podando una cancha de golf
con unas pinzas de corte?

¿Esta limitación
es insalvable

o las cosas cambiarán
cuando los diseñadores
al fin encuentren el empaque adecuado?

§

 

Talvez
seus movimentos
ativam algo
que resiste ser trocado.

Uma rachadura
que podemos só
observar.

Quizá
sus movimientos
activan algo
que se resiste a ser intercambiado.

Una grieta
que sólo podemos
observar.

§

 

Meu sonho
é demolir o badminton
e construir um supermercado sobre suas ruínas.

Meu sonho
é destruir o supermercado
e construir de novo o badminton.

Mi sueño
es demoler el bádminton
y construir sobre sus ruinas un supermercado.

Mi sueño
es destruir el supermercado
y volver a edificar el bádminton.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s