sessão vagalume

Sessão Vagalume|Fabrizio Bajec, por Prisca Agustoni

Fabrizio Bajec (1975), ítalo-francês, vive em Paris e escreve nas duas línguas. Publicou inúmeras coletâneas de poemas: corpo nemico, 2004; gli ultimi, 2008, entrare nel vuoto; 2011, la cura 2015; La collaborazione, 2018; como também em francês:  Entrer dans le vide, 2012; Loin de Dieu, près de toi, 2013; e la collaboration, 2018. Escreveu peças de teatro encenadas na Itália e na Bélgica e tem poemas traduzidos em espanhol e sueco. É tradutor da poesia do belga Wiliam Cliff. Se autotraduz em italiano e francês, tendo escrito ensaios nos quais discorre teoricamente sobre esse processo. Os poemas aqui traduzidos foram retirados da coletânea La collaborazione.

Com essa coletânea de 2018, Bajec aborda a atualíssima temática da uberização do trabalhador dentro do complexo sistema capitalista contemporâneo, que desenha para o indivíduo um destino de sujeição e de colaboração com o sistema. Uma poesia política e corajosa por enfrentar temas e queixas muito urgentes, tanto na Itália quanto na França em tempos de Gilets Jaunes.

Prisca Agustoni

* * *

Gianluca dorme nei palazzi vuoti
col suo diploma in costruzione edile
più tardi su un vagone reclama
un impiego non soldi per fumare
o bere a vent’anni la sua voce
deve recitare tutto il dolore
del mondo


Gianluca dorme nos prédios vazios
com seu diploma em construção civil
depois num vagão pede
um emprego não dinheiro para fumar
ou beber aos vinte anos sua voz
deve recitar toda a dor
do mundo

§

Vi abbiamo mostrato come ci si batte
adesso per voi non possiamo più nulla
salvo mandarvi un po’ del nostro caffè
che vi darà coraggio e vi terrà svegli
nei giorni delle lotte anche di notte
siete robusti ma il nemico è lo stesso
ammazzate il profitto colpite al cuore
il suffragio questo governo che arranca
ostinato nell’errore e troppo libero
di ignorarvi in tutta impunità


Mostramos para vocês como lutar
agora não podemos fazer mais nada
exceto enviar um pouco do nosso café
que lhes dará coragem mantendo-os acordados
nos dias das lutas inclusive de noite
vocês são fortes mas o inimigo é o mesmo
matem o lucro golpeiem no coração
o sufrágio esse governo que arranca
obstinado no erro e livre demais
para ignorá-los em total impunidade

§

Quale effetto può produrre sapere
che noi non entreremo nella Storia?
È che lo
status quo ha la pelle dura
si riparano vetrine e facciate
L’essenza dell’azione è la presenza
per questo ci fa bene riconoscerci
Io sono dei vostri come te e lei
puntiamo i cannoni contro i maestri
se in quei palazzi ci fanno più male
che nei cieli i loro oscuri cecchini
Eccoci nudi piccoli e rabbiosi


Qual efeito pode produzir saber
que não entraremos para a História ?
É que o status quo tem a casca grossa
consertam-se vitrines e fachadas
A essência da ação é a presença
por isso nos faz bem nos reconhecermos
Eu sou da turma de vocês e como você e ela
apontamos os canhões contra os mestres
se naqueles prédios nos machucam mais
do que nos céus seus obscuros franco atiradores,
Aqui estamos nus pequenos e raivosos

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s