essa língua tão áspera: Lioba Happel, por Valeska Brinkmann

bordão dos bordões estampado nos melhores trapos e na pior alta costura: “a tradutora é uma traidora” – mesmo que na nossa língua machista [e racista, homofóbica, etc.] lemos-ouvimos no masculino. fonte segura do século XVI, malinche em pessoa me apareceu em sonho pra dizer: quando trump separou as crias da mamis e quis botar um muro separando o mundo da sua coroa megalomaníaca, culparam … Continuar lendo essa língua tão áspera: Lioba Happel, por Valeska Brinkmann

Pedro Pietri thel Nuyorican, por Nina Rizzi

“Eu não posso salvar sua alma com religião; posso salvar sua vida com um preservativo” Pedro Pietri foi poeta e dramaturgo. Nasceu em Ponce, Porto Rico em 1944 e foi criado em Manhattan. Poucos anos depois de se formar no ensino médio foi convocado para o Exército e serviu na Guerra do Vietnã. Após seu retorno a Nova York, Pietri se juntou ao Young Lords, … Continuar lendo Pedro Pietri thel Nuyorican, por Nina Rizzi

Liana Salles Monteiro

Liana Salles Monteiro é formada em Rádio e TV pela UFRJ e hoje cursa mestrado em Comunicação e Cultura na mesma instituição. Já teve poemas publicados em antologias e editou com amigos a Revista Transversal, espaço de experimentação literária e poética. Na adolescência, passou bons dias cuidando de um blog dedicado à poesia, o “Teresa, a mulher das balas”.* Pensamentos sobre uma fotogravura de Thereza … Continuar lendo Liana Salles Monteiro

Judy Grahn, por Nina Rizzi

Judy Grahn nasceu em 1940 em Chicago, Illinois. Atualmente mora na Califórnia e leciona no California Institute of Integral Studies, no New College of California e no Institute for Transpersonal Psychology, onde ensina mitologia feminina e literatura antiga, Consciência Metafórica (uma filosofia criada por Grahn) e Parentesco Incomum – um curso que usa teorias de sua filosofia metafórica. Filha de pai cozinheiro e mãe assistente … Continuar lendo Judy Grahn, por Nina Rizzi

3 Odelettes de Gérard de Nerval, por Victor Queiroz

Gérard de Nerval (ou Gérard Labrunie, como fora batizado) é um dos mais importantes escritores românticos de França. Nascido em 1808, na cidade de Paris, perdeu ainda na primeira infância a sua mãe. Estudou no colégio Charlemagne, onde se aproximou de Théophile Gautier, outro grande poeta, com o qual manteve grande e duradoura amizade, tendo frequentado também a boêmia literária do século XIX. Apreciador da … Continuar lendo 3 Odelettes de Gérard de Nerval, por Victor Queiroz

Baltimore: Nina Simone, por Nina Rizzi

David Ewen no livro American Songwriters (1987), conta que “com suas observações depreciativas sobre a cidade a canção Baltimore gerou muita polêmica”. Acrescente a isso o fato de que seu compositor, Randy Newman, cresceu em Los Angeles e Louisiana e nunca colocou os pés em Baltimore (Maryland). É claro que seus detratores diziam que a canção não podia ser levada a sério (ou cantada). Baltimore … Continuar lendo Baltimore: Nina Simone, por Nina Rizzi

Mariana Correia Santos

Mariana Correia Santos (1996) é poeta, escritora, tradutora e assistente editorial. Nasceu em Guarujá, na Baixada Santista. Vive em São Paulo e cursa graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP), na qual se concentra em estudos de poesia, tradução e sociedade. Participou do Curso Livre de Preparação do Escritor (CLIPE) da Casa das Rosas. Publicou poemas na Revista Lavoura e no projeto Sutura, … Continuar lendo Mariana Correia Santos

Warsan Shire, por Tom Jones

Warsan Shire é uma poeta, editora, escritora e professora Keniana de origem Somalesa,  criada no Reino Unido e atualmente residente em Los Angeles. Recebeu o prêmio de poesia africana da Universidade de Brunel. Publicou em 2011 a plaquete de poesia com o título Teaching my mother how to give birth (Ensinando minha mãe a dar a luz) pela Flipped eye, editora que mais tarde publicou … Continuar lendo Warsan Shire, por Tom Jones

Bruna Martins

Bruna Martins (2000- ) nasceu em Itamarati de Minas, na Zona da Mata Mineira, e vive em São Paulo. É poeta, escritora, editora e graduanda em Letras Português e Francês pela Universidade de São Paulo. Colabora no Boletim 3×22 (1822 – 1922 – 2022), da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin da USP. Sua produção busca diálogos com outras linguagens, além de refletir sobre o … Continuar lendo Bruna Martins

Michele Soares

Michele Soares [São Paulo, 2000] tem vinte anos e mora em Itapecerica da Serra/SP. É graduanda do curso de Letras – Português/Grego Antigo da Universidade de São Paulo (USP). Nunca divulgou seus versos em nenhuma plataforma – é na ​escamandro que publica pela primeira vez. *   Fevereiro em São Paulo lanças-me um olhar duro e demorado duro e demorado como são as horas e … Continuar lendo Michele Soares