Cesar Kiraly, por Daniel Mano

O Corpo Escrito, que foge, por Daniel Mano <All wisdom is profoundly trivial> Love is gravitation    Elsa von Freytag-Loringhoven    Fuga sobre o branco [ ]., o livro de poemas recém-lançado por Cesar Kiraly, porta a severidade secular dos oráculos: não há transigência, a linguagem poética não absolve, não reconcilia, não suplementa a experiência humana. Distancia-se, assim, de longeva tradição solar nas artes e … Continuar lendo Cesar Kiraly, por Daniel Mano

Ginsberg por Kiraly

Apenas a Ponta do Ice(Gins)berg Escrevo este texto sobre o Ginsberg por causa das traduções que fiz de seus poemas. As boas traduções, em língua portuguesa, a que tive acesso foram as do Claudio Willer e do Paulo Henriques Britto. Li-as mesmo antes de conhecer o texto no original, por essa razão havia para mim dois Ginsberg. Daí comprei os volumes da City Lights, pequenos … Continuar lendo Ginsberg por Kiraly

Cesar Kiraly por Pedro Fernandes

SE RESPIRA, ESCREVE. / ESSE É O POETA Por Pedro Fernandes de Oliveira Neto Fazer poesia como quem faz esculturas. Com as mãos. Tudo pode ser envolvido pelo poema. Com as mãos. Tudo pode ser escultura poema. Envolver com o bronze do poema. Todos os objetos, as situações, os cabides, as silhuetas. Com as mãos. Poema. Informe. Nas mãos. O poema é resultado de um … Continuar lendo Cesar Kiraly por Pedro Fernandes