Goethe (28/08/1749 – 22/03/1832), por Daniel Martineschen

Hoje lembramos do falecimento do velho poeta de Weimar, do olímpico, do rival de Schiller (ele se via mais como rival do que rivalizado), do humanista, do neptuniano (que não acreditava em revoluções, mas em evoluções graduais – oh, sabia de nada, inocente…), do pensador que idealizava um mundo unido pela literatura – essa Literatura Mundial, Weltliteratur, que circula o globo e é qual phármakon, … Continuar lendo Goethe (28/08/1749 – 22/03/1832), por Daniel Martineschen

“The typewriter revolution”, de D. J. Enright

Dennis Joseph Enright (1920-2002) foi dessas figuras que produziram muito: professor, ensaísta, romancista, poeta, etc.  Na poesia, ele participou do movimento inglês autointitulado The Movement, para o qual fez em 1955 uma primeira antologia, Poets of the 1950’s. Um de seus trabalhos mais famosos é The typewriter revolution and other poems, de 1971, donde tiramos o poema abaixo e traduzimos. Trata-se de um experimento no limite … Continuar lendo “The typewriter revolution”, de D. J. Enright

O Divan de Goethe, por Daniel Martineschen

hoje é aniversário do velho goethe, por isso este post-homenagem com um dos que tentam mantê-lo vivo, jovem. mantê-lo em viço na nossa língua. guilherme gontijo flores * * * West-östlicher Divan O West-östlicher Divan é uma das obras mais controversas e de recepção mais complicada de Goethe. Não bastasse o título de cara misteriosa – que usa um quase-neologismo um tanto quanto modernoso (“west-östlich”) … Continuar lendo O Divan de Goethe, por Daniel Martineschen

7 + 4 vermelhos carrinhos de mão (william carlos williams)

se pensarmos a tradução (segundo a já famosa metáfora) como a foto de uma estátua, sempre capaz de resolver uma  parte da sua tridimensionalidade, mas também sempre incapaz de esgotar as possibilidades de visão do original, ficamos com dois belos corolários: 1 – como a foto, a tradução é uma outra arte, que em grande parte vale por si só, mesmo quando aponta para uma … Continuar lendo 7 + 4 vermelhos carrinhos de mão (william carlos williams)