redescobrindo álvaro de campos – vinicius ferreira barth

álvaro de campos, poeta nascido em tavira e em lisboa em outubro de 1890, é famoso pelos seus clamores vanguardistas, futuristas e pessimistas, entre outros notáveis istas que poderíamos listar deliciosamente. no nosso grupo escamandrista, exerceu influência notável sobre adriano scandolara. alguns críticos chegam a julgar que a poesia de scandolara, sob a luz de campos, é atingida mais pela ‘angústia’ que pela ‘influência’. há, … Continuar lendo redescobrindo álvaro de campos – vinicius ferreira barth

A paixão segundo A.S. – adriano scandolara

  Roguei a teus olhos – perdão – ó, barata, por uma epifania, o sal primordial dos doces olhos e a opressão da tarde indolente como a queda de dez andares vista em vidro fosco, o chinelo te esmaga.   Adriano Scandolara Continuar lendo A paixão segundo A.S. – adriano scandolara

mensagem fragmentária do poeta psicografada pelo outro poeta no exato momento de sua transmissão, ou simplesmente dó… – vinicius ferreira barth

caros, hoje inauguramos a geringonça conhecida por soundcloud, que nos proporcionará a leitura e gravação de alguns poemas. perdi um tempo aqui aprendendo a usar o troço e farei a honra de meter-lhes o negócio no ar. aproveitando ainda pra homenagear o grande pessoa, que me ditou pessoalmente esse poeminha lá do inf… céu. creio que em breve outros trabalhos dos nossos integrantes, que não … Continuar lendo mensagem fragmentária do poeta psicografada pelo outro poeta no exato momento de sua transmissão, ou simplesmente dó… – vinicius ferreira barth

pastor em praça pública – vinicius ferreira barth

com meus cachorros ando em meio aos bosques           e vejo pedras e rios e flores                          contenteporque sei serem apenas pedras e rios e florese sei serem os meus cachorros apenas cachorros  que pensam com olhos e patas e orelhas e estômago                    e que cagam por tudo– pobres das flores nos canteiros dos jardins regulares – e a multa que levarei  se ali deixar os cocôs              … Continuar lendo pastor em praça pública – vinicius ferreira barth

carioqueida – vinicius ferreira barth

Carioqueida foi um poema escrito por inspiração simultânea de duas fontes: a Eneida de Virgílio e o malandrismo carioquês, infundido pelo Bernardo e bastante corrente em nosso grupo como filosofia composicional. Talvez uma releitura de colarinho da épica, uma Dido de mini-saia, um Enéias de bronze, de chopp e de malícia.É meu costume homenagear os colegas com meus trabalhos, utilizando mecanismos, estilos e pensamentos em … Continuar lendo carioqueida – vinicius ferreira barth

Há metafísica o bastante em pensar o nada (homenagem a Caeiro) – bernardo lins brandão

HÁ METAFÍSICA O BASTANTE EM PENSAR O NADA há mistério bastante em quem está ao sol e fecha os olhos metafísica? que metafísica têm aquelas árvores? a de serem árvores e existirem a cada momento retiradas do abismo do nada se olho para as flores e as árvores e os montes e o sol e o luar só os vejo com a mente é que … Continuar lendo Há metafísica o bastante em pensar o nada (homenagem a Caeiro) – bernardo lins brandão