Hans Magnus Enzensberger (1929-), por Adelaide Ivánova

hans magnus é um escritor alemão de esquerda. esses poemas são do livro “blindenschrift” (braille, em português), publicado em 1967. coisas que estavam acontecendo na época: guerra do vietnã, guerra fria e corrida nuclear, muro de berlim, civil rights, panteras negras, assassinato de lideranças negras, anti-comunismo, obsessão com a lua, beatles anuncia que não fariam mais shows (haha). marxista e apoiador dos movimentos estudantis e … Continuar lendo Hans Magnus Enzensberger (1929-), por Adelaide Ivánova

Hans Magnus Enzensberger (1929)

Hans Magnus Enzensberger é um poeta, ensaísta e tradutor alemão nascido em 1929 e considerado por muitos o maior poeta vivo da língua. Criou-se em Nuremberg, a terra natal do nazismo, e passou pela guerra entre 44 e 45, tendo sido convocado, inclusive, pela Juventude Hitlerista, da qual foi expulso não muito tempo depois. Tinha 15 anos quando a Segunda Guerra acabou e 28 quando … Continuar lendo Hans Magnus Enzensberger (1929)

Dos paradoxos da linguagem: 3 poemas

Nós aqui do escamandro costumamos pegar leve com questões teóricas, em parte porque não temos a pretensão de fazer de nosso blog um reduto acadêmico (e, mais do que isso, ficaremos incrivelmente contentes se pudermos contribuir para, na verdade, tirar a poesia um pouco do domínio burocrático e dogmático da academia)… no entanto, dito isso, se há um teórico ao qual eu me vejo sempre … Continuar lendo Dos paradoxos da linguagem: 3 poemas