O eterno nas letras brasileiras

Gostaria de apresentar aqui um interessante artigo crítico de Murilo Mendes, escrito para o boletim da sociedade Felipe d’Oliveira, sobre o eterno nas letras brasileiras modernas, de 1936. O texto é útil não apenas para entendermos melhor as concepções artísticas e filosóficas que estão por trás de alguns livros escritos por Murilo como Tempo e Eternidade e O Visionário, mas também por apresentar um panorama … Continuar lendo O eterno nas letras brasileiras

O essencialismo de Ismael Nery

Ainda na série sobre a filosofia essencialista de Ismael Nery e sua relação com a poesia do próprio Nery e de Murilo Mendes, transcrevo aqui a parte inicial do texto O Essencialismo de Ismael Nery, que foi publicado como capítulo do livro Ismael Nery e Murilo Mendes: reflexos. bernardo brandão O essencialismo de Ismael Nery A arte de Ismael Nery, diz-nos Jorge Burlamaqui, “não é … Continuar lendo O essencialismo de Ismael Nery

Poemas de Ismael Nery

Continuando a série sobre poesia essencialista, posto aqui os poemas completos de Ismael Nery, ao menos os que chegaram até nós.   bernardo brandão   POEMA POST-ESSENCIALISTA (1931) O silencio provocou-me uma necessidade irreprimível de correr. Abalei como uma flecha através dos mares e montanhas com incrível facilidade e sem cansaço. Eis-me agora sentado diante de uma paisagem em formação, ainda não colorida. O meu pensamento … Continuar lendo Poemas de Ismael Nery

A poesia de Ismael Nery

Saindo um pouco da Pérsia e chegando ao Brasil da primeira metade do século XX, gostaria de tratar aqui no Escamandro da poesia de Ismael Nery, Murilo Mendes e Jorge de Lima que foram inspirados, em muitos de seus poemas que parecem seguir fielmente os preceitos surrealistas, pela filosofia essencialista formulada pelo próprio Ismael nos anos 20. Começo minha série sobre o assunto com um … Continuar lendo A poesia de Ismael Nery