XANTO|Poesia brasileira, livros da década: partes III e IV

uma casa para conter o caos dez anos de poesia brasileira [2008 – 2018] Partes III & IV Como anunciado e começado ontem, seguimos hoje com a série de livros escolhidos pelo professor Gustavo Silveira Ribeiro. A quem não tenha visto o post anterior, vale reforçar o anúncio: os livros não estão aqui numa numeração qualitativa de lista; o projeto aqui não é esgotar o … Continuar lendo XANTO|Poesia brasileira, livros da década: partes III e IV

Haicai da rã, de Bashô, por Matheus Mavericco

A internet funciona assim: você está lendo um texto, por exemplo este, clica em dois links, por exemplo esse aqui e esse aqui, e então sua cabeça estoura. Dezenas de traduções, paródias e paráfrases para um poema composto de dez caracteres nipônicos, desses que um tatuador entediado gravaria no seu cóccix em quinze minutos no máximo. O nome disso, caso alguém repare e resolva perguntar, … Continuar lendo Haicai da rã, de Bashô, por Matheus Mavericco

Nova “Terra sem Mal”

nenhum gesto sem passado nenhum rosto sem o outro acabou de sair online o livro Terra sem Mal, uma parceira entre poemas de Josely Vianna Baptista & desenhos de Guilherme Zamoner: em resumo, primor. mas, ainda que breve, preciso dizer duas cositas sobre essa alegria — seria o livro uma terra sem mal neste remate de males que chamamos mundo? — & que justificam ainda mais sua leitura. … Continuar lendo Nova “Terra sem Mal”

Um micro-panorama de poetas mulheres

Aproveitando a data do dia da mulher, nós do escamandro gostaríamos de compartilhar alguns poemas de nossas poetas mulheres favoritas. A ideia não é fazer um post para elaborar um comentário mais a fundo agora (o que seria, aliás, será feito melhor no futuro, com maior atenção… eu mesmo estava tentando uma tradução da Bishop, mas a tarefa acabou sendo mais difícil do que eu … Continuar lendo Um micro-panorama de poetas mulheres