2 poemas sobre ilustrações de leonardo MAthias

o poeta e ilustrador leonardo MAthias já não é nenhum estranho por estas bandas, e, em um de seus trabalhos mais recentes – a chamada série massas – ele vem desenvolvendo uma forma de diálogo entre imagem e poesia, de maneira, talvez, análoga à do trabalho que desenvolveu em sua exposição as janelas de rilke. No entanto, ao contrário das janelas, onde as ilustrações foram … Continuar lendo 2 poemas sobre ilustrações de leonardo MAthias

französisch de rilke

rainer maria rilke (1875, praga – 1926, valmont) é talvez o nome mais famoso da poesia alemã na primeira metade do século xx. no brasil, a sua poesia já ganhou um bom punhado de traduções, sobretudo das obras mais famosas, como as elegias de duíno & os sonetos a orfeu, além da prosa das cartas a um jovem poeta. pessoalmente, nunca me comovi muito com esse rilke da grandes paisagens subjetivas, … Continuar lendo französisch de rilke

7 + 4 vermelhos carrinhos de mão (william carlos williams)

se pensarmos a tradução (segundo a já famosa metáfora) como a foto de uma estátua, sempre capaz de resolver uma  parte da sua tridimensionalidade, mas também sempre incapaz de esgotar as possibilidades de visão do original, ficamos com dois belos corolários: 1 – como a foto, a tradução é uma outra arte, que em grande parte vale por si só, mesmo quando aponta para uma … Continuar lendo 7 + 4 vermelhos carrinhos de mão (william carlos williams)

Leonardo MAthias

chegou a hora do blog desegotizar, para além das traduções que andamos fazendo. o primeiro trabalho que temos aqui é de leonardo MAthias, poeta e artista plástico de sampa; ele mesmo diz que “poesia, artes visuais e design são lugares nos quais também habita. oscila. via linguagem se exercita.” e eu diria/acrescentaria ainda que ele se exercita via linguagens: ora como poeta (seu primeiro livro … Continuar lendo Leonardo MAthias