Bohdan Zadura (1945-), por Luciano R. Mendes

Bohdan Zadura (Puławy, 1945) debutou, como muitos outros importantes poetas poloneses, no ano de 1968 – o início da chamada Nowa Fala (Nova Onda) da literatura polonesa. Sua poesia, a princípio, utilizava-se de formas clássicas, em especial o soneto mas, a partir dos anos 1980, abandonou essas tendências e deixou-se influenciar por poetas mais contemporâneos, notadamente os norte-americanos da assim chamada Escola de Nova Iorque. … Continuar lendo Bohdan Zadura (1945-), por Luciano R. Mendes

Três poemas de Denise León, por Luciano R. Mendes

Denise León é uma poeta argentina, nascida em 1974 em Tucumán. Neta de imigrantes sefarditas, publica poesia bilíngue, em judesmo (judeu-espanhol, ladino) e castelhano. Também é pesquisadora, estudando a presença judaica na literatura argentina. Traduzo alguns poemas, dois da antologia Poemas de Estambul (2008) e o último de Templo de pescadores (2013). Sua obra é um dos poucos exemplares contemporâneos de poesia em idioma judesmo, … Continuar lendo Três poemas de Denise León, por Luciano R. Mendes