A pornochanchada medieval do Alfabeto de Ben Sirá

Eu gostaria de aproveitar a série de postagens do Gontijo sobre o que ele tem chamado de uma poética da prosa para apresentar para vocês uma pequena seleção de um livrinho muito, muito bizarro produzido pela cultura judaica medieval. Se recorro a um termo claramente anacrônico como pornochanchada – e não meramente “burlesco” – para descrevê-lo é só porque de fato somente o espírito da … Continuar lendo A pornochanchada medieval do Alfabeto de Ben Sirá

Um descordo de Nuno Eanes Cêrzeo (séc. XIII)

Pretendo fazer alguns poucos posts sobre poetas galego-portugueses importantes, porém menos lembrados. Claro que são muito bem conhecidos dos medievalistas & que costumam figurar na maior parte das antologias; é certo que não estou fazendo um trabalho filológico. É apenas que não costumam passear fora da área especialista, portanto, acabam ficando sem a devida atenção poética – por parte dos poetas & interessados em poesia … Continuar lendo Um descordo de Nuno Eanes Cêrzeo (séc. XIII)

Quatro poemas de Abu Nuwas (756 – 814)

  Motivado pelas discussões desta semana sobre questões delicadas, como religião, sobretudo o Islã, radicalismo, humor e liberdade de expressão, uma discussão já recorrente, aliás (pelo menos desde a fatwa lançada contra Salman Rushdie por conta de Os Versos Satânicos algumas décadas atrás), e, para variar, vendo o adjetivo “medieval” sendo usado por aí como um termo pejorativo, eu acabei inevitavelmente sendo relembrado de certos … Continuar lendo Quatro poemas de Abu Nuwas (756 – 814)

6 carjas anônimas (séc. xi), seguidas de 4 poemas anônimos espanhóis

a carja (ou kharja, ou  jarcha) é a estrofe final do moachaha, um tipo tradicional de poesia árabe; muitas vezes escrita em moçárabe (usado pelos cristãos da espanha moura.) ao fim de um poema todo escrito em árabe. no entanto, elas também poderiam aparecer como poema solitário, conciso, em que geralmente uma jovem mulher apaixonada revelaria seus sentimentos. apresento logo abaixo seis dessas carjas que foram traduzidas na … Continuar lendo 6 carjas anônimas (séc. xi), seguidas de 4 poemas anônimos espanhóis

“cantico delle creature”, de são francisco de assis

hoje nasceu nosso segundo filho. mais um motivo pra louvar a tudo, mesmo sem metafísica. (what thou lovest well remains, the rest is dross) até cercados pela dor do mundo, haverá – assim eu digo – haverá espaço para um cântico. guilherme gontijo flores   Cantico delle creature / Cantico di fratre Sole Altissimo, onnipotente, bon Signore, tue so’ le laude, la gloria e l’ honore … Continuar lendo “cantico delle creature”, de são francisco de assis

ibn quzman (c. 1078-1160), por michel sleiman

nosso blog tenta, na medida do possível & das nossas capacidades de leitura, limitadas aos encontros (fortuitos ou premeditados) com poéticas de outras culturas & tradições. como desconheço o árabe & sua cultura & me contento com um conhecimento vago & com algumas experiências-leituras, optei por apresentar uma tradução de um zejel [ou zahal] de ibn quzman de córdova (ou ben quzman c. 1078-1160), um … Continuar lendo ibn quzman (c. 1078-1160), por michel sleiman

bertran de born (c. 1140-1210)

Gostaria aqui de me deter numa figura ainda pouco conhecida no Brasil: o poeta provençal Bertran de Born. Vejamos o que diz dele em comparação com seus contemporênos Dante, em De vulgari eloquentia: […] si bene recolimus, illustres viros invenimus vulgariter poetasse, scilicet Bertramum de Bornio arma, Arnaldum Danielem amorem, Gerardum de Bornello rectitudinem; Cynum Pistoriensem amorem, amicum eius rectitudinem (II, 2, 9). [.. ]se … Continuar lendo bertran de born (c. 1140-1210)

Algumas imagens do amor na lírica italiana anterior a Dante

O doce stil nuovo é claramente debitário da lírica trovadoresca que floresceu em Provença a partir do século XII: nomes como Bertrand de Born, Arnaut Daniel, Bernart de Ventadorn, Giraut de Bornelh e Sordello, dentre outros, são citados por Dante Alighieri em algumas de suas obras. Algumas características fundamentais desse grupo migrariam para a Itália a partir do começo do século XIII, e aqui cito … Continuar lendo Algumas imagens do amor na lírica italiana anterior a Dante