Rodrigo Garcia Lopes (1965_)

fotografia de Elisabete Ghisleni Rodrigo Garcia Lopes (Londrina, PR, 1965) é poeta, romancista, tradutor, compositor, ensaísta e jornalista. Publicou os livros de poesia Solarium (1994), Visibilia (1996), Polivox (2002), Nômada (2004), Estúdio realidade (2013), Experiências extraordinárias (2015) e O Enigma das ondas (2020). É autor do romance policial O Trovador (finalista do Prêmio São Paulo de Literatura de 2015).Os poemas abaixo fazem parte de seu … Continuar lendo Rodrigo Garcia Lopes (1965_)

Epigramas de Marcial, por Rodrigo Garcia Lopes

Evoé! Evoé! Está saindo fresquinha, em edição de colecionador pela Ateliê Editorial, Epigramas, escritos por Marco Valério Marcial, e traduzidos diretamente do latim por Rodrigo Garcia Lopes.  A seleção traz epigramas cômicos, pornográficos e injuriosos, que fizeram a fama de Marcial. Mas o tradutor também incluiu poemas de amor e amizade, sobre a boemia, reflexões sobre escravidão, sobre viver o presente, além de epitáfios tocantes e … Continuar lendo Epigramas de Marcial, por Rodrigo Garcia Lopes

Albas, por Matheus Mavericco

“Alba” é um gênero da poesia lírica medieval que traz a situação de dois amantes que passaram uma noite danada de boa e que, quando a aurora raia, precisam partir, se separar. Algo aparentemente banal, mas que possui alguns significados dignos de nota. O negócio é que existe uma sensualidade na alba que não costuma aparecer muito em outros gêneros poéticos. A alba é um … Continuar lendo Albas, por Matheus Mavericco

4 experiências extraordinárias de rodrigo garcia lopes

rodrigo garcia lopes (londrina, 1965) é poeta, compositor, jornalista & tradutor, que já postamos aqui. em sua obra, constam os livros de poemas, solarium, visibilia, polivox, nômada & estúdio realidade; lançou no ano passado um romance policial, o trovador. é autor de dois CD’s (polivox & canções do estúdio realidade) & de uma antologia de entrevistas com diversos poetas (vozes e visões). publicou traduções do seafarer anônimo, de whitman, rimbaud, laura riding & … Continuar lendo 4 experiências extraordinárias de rodrigo garcia lopes

“To his coy mistress”, de Andrew Marvell (pt. 2), por Matheus Mavericco

Andrew Marvell já foi apresentado pelos colegas do escamandro (clique aqui). Essa postagem é mais ou menos uma parte dois, com uma tradução minha e outras que consegui pescar internet afora. Pois note como o poema de Marvell é estranho. Não, é sério. Ele é comumente posto dentro da caixa de acrílico do carpe diem, e claro que não está errado. Dividido em três partes, se … Continuar lendo “To his coy mistress”, de Andrew Marvell (pt. 2), por Matheus Mavericco

As “pensagens” de Laura Riding (1901 – 1991)

Laura Riding é uma dessas figuras polêmicas, porém subestimadas, do modernismo norte-americano. Nascida Laura Reichental, em 1901, numa família de judeus austríacos do Brooklyn, seus primeiros poemas começam a circular em revistas literárias na década de 20, assinados com o nome Laura Riding Gottschalk (“Gottschalk” sendo o sobrenome do marido à época, Loius Gottschalk; o “Riding” foi inteiramente criação dela). A partir de 1924, ela … Continuar lendo As “pensagens” de Laura Riding (1901 – 1991)

rodrigo garcia lopes

rodrigo garcia lopes (1965, londrina, pr), nome já bem reconhecido na poesia brasileira, é – para não ficar sem apresentação, ainda que pouco útil – escritor, compositor, tradutor & jornalista. publicou uma belíssima penca de livros; como os de poesia, solarium (1994), visibilia (1996, 2. ed. 2004), polivox (2001), poemas selecionados (2001) & nômada (2004); o cd polivox (2001); traduções de sylvia plath, arthur rimbaud, laura riding, walt … Continuar lendo rodrigo garcia lopes

Um micro-panorama de poetas mulheres

Aproveitando a data do dia da mulher, nós do escamandro gostaríamos de compartilhar alguns poemas de nossas poetas mulheres favoritas. A ideia não é fazer um post para elaborar um comentário mais a fundo agora (o que seria, aliás, será feito melhor no futuro, com maior atenção… eu mesmo estava tentando uma tradução da Bishop, mas a tarefa acabou sendo mais difícil do que eu … Continuar lendo Um micro-panorama de poetas mulheres