Transviscerar Roberto Piva, por Francisco de Matteu

PIVA (1937 – 2010) Para ele, estar apaixonado era praticamente uma condição necessária para escrever, “a poesia é uma consequência da vida, um epifenômeno dela. É o que sobrou da paixão, é o que sobrou da orgia.” (PIVA, 2009, p.60). Ele certamente teria muito o que conversar com Leminski, que comenta que “Os hindus acreditam que os deuses criam este mundo por um excesso de … Continuar lendo Transviscerar Roberto Piva, por Francisco de Matteu