poesia

brasa enganosa – guilherme gontijo flores

BRASA ENGANOSA

       debaixo das cinzas

             saudade

quase chama corpo

             ausente

rosa encarnada estalando

        na carne do éter

como se cada

outrora de repente

merecesse ser

novamente

            exatamente

                          agora

 

guilherme gontijo flores

Padrão

4 comentários sobre “brasa enganosa – guilherme gontijo flores

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s