poesia, tradução

3 poemas de francesca cricelli

francesca cricelli

Francesca Cricelli (Ribeirão Preto, 1982) tradutora e pesquisadora, seu livro de poemas Repátria será lançado em julho de 2015 (Selo Demônio Negro). Doutoranda em Estudos da Tradução (USP), organizou e traduziu as cartas trocadas entre Ungaretti e Bizzarri 66-68 (Scriptorium, 2013) e é curadora das cartas de amor de Giuseppe Ungaretti para Bruna Bianco (Mondadori, 2016). Sócia fundadora do Hussardos Clube Literário com Vanderley Mendonça, traduziu plaquettes de Luzi, Pasolini, Ungaretti, Leopardi, Jacopone da Todi presentes na coleção do clube. Adora cozinhar.

* * *

REMOVER DO CORPO AS CROSTAS DO SILÊNCIO

No se puede contemplar sin pasión.
(Borges)

Remover do corpo as crostas do silêncio
tudo que é vivo e exposto grita
e gira, pela avenida
a dor se junta ao rumor.

Para chegar à clarividência
procura-se um ritmo, qualquer um,
que descompasse as artérias —

a vida enverga sobre a avenida
no peito só a voragem do eterno,
a fração do abalo sísmico,
desenha na mão cataclismos.

§

RIMUOVERE DAL CORPO LE CROSTE DEL SILENZIO

No se puede contemplar sin pasión.
(Borges)

Rimuovere dal corpo le croste del silenzio,
ciò che è vivo ed esposto grida
e gira, lungo il Viale
il dolore si mescola al rumore.

Per giungere alla chiaroveggenza
si cerca un ritmo, uno qualunque,
che disallinei le arterie —

sul viale la vita si piega
nel petto solo la voragine d’eterno,
la frazione dello sbalzo sismico,
disegna nel palmo cataclismi.

§

CATEDRAIS

Força sutil e estrondosa
a nossa, catedral
erguida no peito vazio –

no silêncio dos olhos,
sós e incessantes
construímos um penhasco,
ponte de uma dor a outra.

Como todo ser vivo,
hoje estamos
cada um com seu vício.

CATTEDRALI

Forza sottile e scrosciante
la nostra, cattedrale
innalzata sul vuoto del petto –

nel silenzio degli occhi,
soli e incessanti,
abbiamo fatto una scogliera
ponte da un dolore all’altro.

Come ogni essere vivo,
oggi stiamo
ognuno col suo vizio.

§

RISCO

O tempo se arrisca
no mistério
da prece.
O resto é mar.

RISCHIO

Il tempo s’arrischia
nel mistero
del pregare.
Il resto è mare.

Anúncios
Padrão

3 comentários sobre “3 poemas de francesca cricelli

  1. Pingback: 3 poemas de francesca cricelli | Música&Poesia

  2. Pingback: 3 poemas na Escamandro | REPÁTRIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s